O que é e quais são os sintomas no neurinoma do acústico?

Neurinoma do acústico é um tumor no ouvido de crescimento lento que pode causar perda de audição, zumbido, tontura, vertigem e dor de cabeça. A suspeita geralmente é levantada no teste de audiometria por um otorrinolaringologista que encaminhará o paciente para um neurocirurgião, sendo necessária a realização de exame de imagem para confirmar a hipótese. Um neurinoma origina-se do crescimento das células de schwan que recobrem todos os nervos.

Onde surge o neurinoma do acústico?

O neurinoma do acústico localiza-se no nervo cócleo-vestibular que abrange os nervos do equilíbrio e da audição. Próximos a ele estão o nervo facial, responsável pela movimentação dos músculos da face e também os nervos trigêmio e óculo-motor, sistemas que podem sofrer consequências caso atingidos. Embora seja um tumor benigno sem metástase, pode se expandir até o cérebro e causar aumento da pressão intracraniana, o que requer intervenção cirúrgica imediata.


Como é o tratamento do neurinoma do acústico?

Embora existam alternativas, dependendo do tamanho do tumor e das estruturas atingidas, a preferência é pela microcirurgia. A cirurgia é realizada com anestesia geral usando microscópio cirúrgico e pode durar de 2 a 10 horas conforme o tamanho do tumor. É feita uma incisão atrás da orelha para ir até o meato acústico interno onde o tumor está confinado, afasta-se a membrana que envolve o cérebro e se retira o tumor.

Tumores grandes podem demandar a abertura da calota craniana e serem retirados parcialmente, o paciente então é acompanhado durante os próximos meses para avaliar a necessidade de procedimentos complementares como radio ou quimioterapia. Para uma melhor recuperação costuma-se monitorar também toda estrutura do nervo facial, que devido a sua proximidade pode ser lesionada durante a cirurgia.


Pós-operatório do tratamento:

A cirurgia para neurinoma do acústico costuma possibilitar a retirada total do tumor e a retomada de uma vida normal. A internação é de no mínimo 5 dias, sendo necessário Unidade de Terapia Intensiva por 1 a 2 dias para as lesões maiores. Nos primeiros 3 dias ficará com um curativo compressivo e até o quarto dia é necessário repouso absoluto deitado com o ouvido para cima com movimentos mínimos restritos ao leito.

Quando posso voltar às atividades?

A retomada das atividades acontece gradualmente ao longo de duas semanas, quando estima-se o retorno à rotina. Exercícios físicos e atividades que exijam maior esforço podem ser realizadas dois meses após a cirurgia.

DR. GUSTAVO ISOLAN
Gustavo Rassier Isolan - Doctoralia.com.br
DR. RODRIGO MAFALDO
Rodrigo Cadore Mafaldo - Doctoralia.com.br
PRINCIPAIS CONVÊNIOS
  • Ipergs
  • UNIMED
  • Cabergs
  • Bradesco
  • SAÚDE CAIXA